quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

ETERNIDADE




ETERNIDADE
Teresa Cordioli

Se minha vida fosse eterna,
encontraria outro amor igual ao nosso?
Não, não posso pensar em eternidade,
todos se vão com pouca ou muita idade,
seria ousadia, te querer além da morte?
Por entre os milhares de olhos
que pelas cidades vagueiam
olhos azuis, castanhos, outros pretos,
e até nos verdes que me arrepiam,
sinto que tem os teus que me seguem...
Olhos que cuidam de mim, mas não me invadem
olhos da cor dos que um dia visitaram minha privacidade.
E sigo, ansiosa por encontrar-te e, finalmente,
vivermos juntos, por toda a eternidade.

2 comentários:

O NOVO JORNAL DO POETA GIBIM disse...

Muito bonito, eu também falo de tempo, de vidas passadas,etc. Boa reflexão.

Solange Duarte disse...

Depois de muitos anos volto por aqui e encontro tudo muito bonito, como sempre foi..

Bjs.Sol