quarta-feira, 12 de agosto de 2015

MEUS VERSOS
Teresa Cordioli

Toda vez que eu via a lua
meus versos surgiam
como pássaros em revoadas;
- Ora calmos,
- Outros travessos.
Hoje, quando vejo a lua,
meus versos se escondem de mim,
diferente dos versos calmos
e travessos
que surgiam em noites de lua cheia
aqui, onde foi nosso ninho de amor.