terça-feira, 10 de novembro de 2009

MEU ANIVERSÁRIO



Agradeço em primeiro lugar a Deus ...Pela minha vida...pela vida de meus filhos...
Agradeço a Deus pelos amigos que tenho...AMO VOCÊS...
É ISSO QUE IMPORTA : O AMOR
_____________________________________________________

O QUE IMPORTA?
Teresa Cordioli

O QUE IMPORTA
a idade que tenho
e se meu corpo já grita o desgaste?

O QUE IMPORTA,
se ainda sou uma eterna criança
querendo brincar?

O QUE IMPORTA,
se mais um ano se passou
ou se muitos se passaram?

O QUE IMPORTA,
se do passado não tenho lembranças
saber os por quês das lagrimas que caíram
e quantas...ME DIZ?

O QUE IMPORTA
é que ainda é primavera
e o canteiro está florido
aguardando o outono
que está a chegar...

O QUE IMPORTA
é saber viver,
esquecendo o passado,
enchugando as  lágrimas
para nunca mais chorar...

O QUE IMPORTA
se as velas são muitas,
e se o melhor da festa
é o bolo que vamos cortar?

O QUE IMPORTA
se em cada abraço
eu volte a chorar?
O QUE IMPORTA?

O QUE REALMENTE ME IMPORTA,
é que o mundo só me ensinou a amar,
e que amando aprendi a poetar
então, hoje, meus amigos,
nada, nada me fará infeliz,
da vida não sou mais aprendiz...

NADA, NADA MAIS ME IMPORTA,
amigo, faço um convite:
entre nesta festa
venha comigo comemorar,
nova etapa vai começar...

6 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Nossos aniversários são nossas vitórias, mesmo que o tempo avance, que nossos corpos mudem, ainda assim é a vitória da sobrevivência.
Que tenhas um feliz aniversário, que este novo ciclo seja marcado por grandes acontecimentos felizes...
Um ciclo de paz, harmonia e muito amor!
beijos

Josefa disse...

Oi Teresa, é o Iunes o que fez aquele comentário no blog do Paulo Navarro sobre o médico pilantra. Me lembrei de vc quando soube que ele está preso em Taubaté. Ví o a cara dele ao ser levado pela polícia. Lembra que eu te disse que estava para receber uma grana preta num processo judicial? Pois é, já recebí e estou vivendo nababescamente em Ponta Negra, RN. onde coloco à sua disposição caso queira vir passar uns dias aquí.
Beijos
José Iunes Trad Filho.

Rosely disse...

oi, teresa..
que bela essa poesia.. essa foto está demais.. coloque num quadro.. merece!
bjs!!!

Silvana Nunes .'. disse...

A História do Papai Noel

O Papai Noel nem sempre foi como o conhecemos hoje. No início da história do Natal cristão, quem distribuía presentes durante festividades natalinas era uma pessoa real: São Nicolas. Ele vivia em lugar chamado Myra, hoje Turquia, há aproximadamente 300 anos AC. Após a morte de seus pais, Nicolas tornou-se padre.

As histórias contam que São Nicolas colocava sacos de ouro nas chaminés ou os jogava pela janela das casas. Os presentes de natal jogados pela janela caíam dentro de meias que estavam penduradas na lareira para secar. Daí a tradição natalina de pendurar meias junto à lareira para que o Papai Noel deixe pequenos presentinhos.

Alguns anos depois, São Nicolas tornou-se bispo e, por esse motivo, passou a vestir roupas e chapéu vermelhos e barba branca. Depois de sua morte, a Igreja nomeou-o santo e, com o início das celebrações de Natal, o velhinho de barba branca e roupas vermelhas passou a fazer parte das festividades de fim de ano.




Papai Noel atual: como foi construída sua imagem

O Papai Noel que conhecemos hoje surgiu em 1823, com o lançamento de “Uma visita de São Nicolas”, de Clement C. Moore. Em seu livro, Moore descrevia São Nicolas como “um elfo gordo e alegre”. Quarenta anos mais tarde, Thomas Nast, um cartunista político criou uma imagem diferente do Papai Noel, que era modificada ano a ano para a capa da revista Harper’s Weekly. O Papai Noel criado por Nast era gordo e alegre, tinha barba branca e fumava um longo cachimbo.

Entre 1931 e 1964, Haddon Sundblom inventava uma nova imagem do Papai Noel a cada ano para propagandas da Coca-Cola, que eram veiculadas em todo o mundo na parte de traz da revista National Geografic. E é esta a imagem do Papai Noel que conhecemos hoje.

Silvana Nunes .'. disse...

Salve !
Navegando pela grande rede sem rumo com a intenção de divulgar o meu blog cheguei até você e gostei do que vi. No momento estou impedida de fazer leituras muito extensas, pois a claridade da telinha está prejudicando um pouco a minha visão, devo tomar um pouco mais de cuidado, mas em breve resolverei esse problema. Bem, já que estou aqui aproveito para convidar a conhecer
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... em
http://www.silnunesprof.blogspot.com
Eu como professora e pesquisadora acredito num mundo melhor através do exercício da leitura, da reflexão e enquanto eu existir, vou lutar para que os meus ideiais não se percam. Pois o maior bem que podemos deixar para os nossos filhos é o afeto e uma boa educação. Isso faz com que ela acredite na própria capacidade, seja feliz e tenha um preparo melhor para lidar com as dificuldades da vida. Com amor, toda criança será confiante e segura como um rei, não se violentará para agradar os outros e será afinada com o próprio eixo. E se transformará num adulto bem resolvido, porque a lembrança da infância terá deixado nela a dimensão da importância que ela tem.
VAMOS TODOS JUNTOS PELA EDUCAÇÃO, NA LUTA POR UM MUNDO MELHOR !
Se achar a minha proposta coerente, siga-me nessa luta por um mundo melhor. Peço que ao responder deixar sempre o link do blog, pois vez por outra o comentário entra com o link desabilitado ou como anônimo. Por causa disso fico sem ter como responder as pessoas.Os meus comentários também entram via e-mail, pois nem sempre a minha conexão me permite abrir as páginas: moro dentro de um pedacinho da Mata Atlântica, creio que mais alto que as antenas, com isso a minha dificuldade de sinal do 3G. Espero queentenda quando não puder visitá-lo.
Daqui onde estou, os únicos sons que escuto aqui é o dos pássaros, grilos, micos., caipora, saci pererê, a pisadeira, matintapereira ... e outras personagens que vivem pela mata.
Por hoje fico por aqui, já escrevi demais. Espero nos tornarmos bons amigos.
Que a PAZ e o BEM te acompanhem sempre.
Saudações Florestais !
Silvana Nunes.'.

OPS. Estava fazendo uma pesquisa e coloquei por engano . Mil desculpas.

Silvana Nunes .'. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.